• Marcos Oliveira

1 de 3 da Dom Pepo


Single/Clipe da banda é um grande basta, acabou!

Com um clipe divertido, colorido, cheio de intervenções e participações, a banda Dom Pepo lança a faixa 1 de 3 e dá uma ideia do que está por vir em seu primeiro álbum cheio, intitulado Escuridão já é luz suficiente.


Como o próprio início da canção já anuncia, trata-se de uma música dançante, popular, acessível, com notas simples sobre o fim de uma relação, mais precisamente sobre alguém que se cansou dá adeus a um triangulo amoroso.


Nesta faixa, a Dom Pepo mescla elementos do funk, do soul e do ska, com uma pegada pop/rock que dá muita energia e força à música - sem falar na letra que é de fácil identificação e um refrão chiclete, pra todo mundo cantar.


Eu vou seguir só

Eu vou seguir

Não quero mais te ver por aí

Tenha dó


Com direção e roteiro, direção de fotografia e câmera, montagem, edição e colorização de Diego Neves; coordenação de produção de Sarah Kacowicz; direção de arte de Gabriela Seraphim; figurino de Bárbara Batitucci, Iarla Marques e Mariana Ribeiro; coreografia e execução de Daniel Jaber, Lu Damasceno, Bianca Apolinário (Bambolíricas) e Lorena Brandão (Bambolíricas); o clipe também contou com as participações de Coral, Dedé Santaklaus e Marcelo Tofani. Veja a ficha técnica completa nos créditos do vídeo.


Considerado uma das bandas referência do que se costuma chamar de nova mpb, a Dom Pepo é caracterizada pelas boas letras e pelo engajamento em causas políticas, sem abrir mão do deboche carnavalesco e das canções de amor - o que não faz mal a ninguém, né?


A banda Dom Pepo é formada por João Vitor Rocha (vocal); Max Lehmann (voz e violão); Matheus DiRocha (guitarra); Chico Bueno (contrabaixo); Gabriel de Mattos (teclado); Rudney Carneiro (bateria) e está na reta final da campanha de financiamento coletivo de seu primeiro disco. Apoie!



Fiz notas simples pra dizer

“Você me magoou, você me fez doer”

Eu vim te lembrar pra ter cuidado aonde andar

Que eu já não ando com você


É, não foi dessa vez

Acabou nós dois, acabou nós três

É, nosso feijão com arroz, já não satisfaz

Acabou nós dois, nós três, aqui jaz


Eu vou seguir só

Eu vou seguir

Não quero mais te ver por aí

Tenha dó


Se você quer ir, benzinho

Que vá, que assim seja, assim seja

Mas lembre-se que a boca que morde e que cospe

É a mesma boca que afaga e que beija


62 visualizações

©2020 por Olivêra - um designer brasileiro nato